Compartilhe

Cintra, Luciano Tavares Angelo et al. Journal of Endodontics, v. 43, n. 12, p. 2088-2092, 2017.

Os materiais obturadores em empregados em endodontia devem apresentar adequadas propriedades físico-químicas e biológicas, favorecendo um adequado selamento do sistema de canais radiculares e reparo da região periapical. Por isso, é fundamental que o endodontista utilize um material com propriedades adequadas, lembrando-se da importância da resposta biológica. Os autores deste estudo avaliaram a citotoxicidade e biocompatibilidade de três cimentos resinosos (AH Plus, SimpliSeal e Sealer Plus) e um cimento a base de óxido de zinco e eugenol (Endofill). Neste estudo, avaliaram a citotoxicidade em cultura de fibroblasto (6, 24, 48 e 72 horas) e, em tecido subcutâneo de ratos, avaliou-se a respostas inflamatória após 7 e 30 dias. Os resultados demonstraram que o cimento Sealer Plus apresentou menor citotoxicidade no período de 6 horas e maior viabilidade celular após 24 horas. No período de 48 e 72 horas horas, o cimento Sealer Plus apresentou menor citotoxicidade e maior viabilidade celular , respectivamente. Em relação a resposta inflamatória, os cimentos Endofill e SimpliSeal apresentaram maior inflamação tecidual em comparação com grupo controle e Sealer Plus. O AH Plus apresentou moderada resposta inflamatória. No período de 30 dias, AH Plus e Sealer Plus apresentaram menor inflamação. A espessura de cápsula fibrosa foi maior nos 7 do que em 30 dias, exceto no cimento SimpliSeal.
Os autores concluíram que o cimento Sealer Plus apresentou maior viabilidade celular e maior biocompatibilidade do que os cimentos endodônticos avaliados. Os resultados deste estudo demonstra que os cimentos endodônticos apresentam diferentes respostas biológicas, mesmo quando fabricados com a mesma base, resina epóxi, por exemplo. Estes resultados podem ser extrapolados para a clínica, sugerindo que em íntimo contato com o tecido peripical o cimento Sealer Plus apresentará melhor respostas biológica do que os demais cimento, o que provavelmente favorecerá maior selamento biológico do forame apical. Aquela velha máxima: “Cimento endodôntico é tudo igual”, não é realidade, o cimento endodôntico fará grande diferença no seu sucesso do tratamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published.